Clássico entre Umuarama e Campo Mourão movimenta LNF neste domingo

Cerca de 100 quilômetros separam Umuarama e Campo Mourão, cidades do interior do Paraná. A proximidade faz com que os times que levam os nomes dos municípios disputem um dos clássicos mais tradicionais do futsal do estado. O curioso é que neste domingo (6), às 11h (de Brasília), será a primeira vez que os rivais se enfrentarão pela Liga Nacional de Futsal (LNF). A partida terá transmissão ao vivo da TV Brasil, sem presença de público no Ginásio Amario Vieira da Costa, em obediência ao protocolo sanitário de proteção de enfrentamento ao novo coronavírus (covid-19).

A edição 2020 marca a volta do Umuarama à LNF, após três anos. A associação, que se ausentou após o fim da parceria com a Penalty, que era a dona da franquia, alugou a vaga que pertence ao São Paulo por três temporadas. Será o terceiro jogo seguido do time em casa, após a vitória por 3 a 2 sobre o Joaçaba e o empate por 1 a 1 com o Tubarão, alcançado a 35 segundos do fim. O Azulão soma quatro pontos no Grupo C.

Autor do gol salvador contra o Tubarão, o capitão Augusto pede concentração contra o Campo Mourão. “Será um grande jogo para todos os torcedores de futsal, um clássico. Sabemos da qualidade do adversário. Temos que ter muita concentração e repetir as boas atuações e corrigirmos o que temos errado”, projeta.

“O jogo terá as mesmas dificuldades dos dois anteriores. São times de mesmo nível. É começo de competição, as partes técnica, tática e física não estão 100% para ninguém, então, nivela-se muito o nível do jogo. São os detalhes que farão a diferença para conseguirmos o objetivo de pelo menos duas vitórias nessas três partidas em casa”, completa o técnico do Umuarama, Nei Victor.

O Campo Mourão, que também entrou em quadra duas vezes nesta edição da LNF, tenta a reabilitação no primeiro duelo longe de casa. Após a derrota por 5 a 3 para o atual bicampeão Pato Futsal na estreia, o time chegou a estar perdendo por 3 a 1 para o Joaçaba, mas buscou o empate em 3 a 3, somando o primeiro ponto no Grupo C. A equipe tenta pelo menos igualar a campanha do ano passado, quando alcançou as quartas de final logo na primeira participação em uma Liga Nacional de Futsal.

O retrospecto em 2020 contra o Umuarama é positivo para o Campo Mourão. O duelo anterior entre as equipes foi pela Copa Pitanga, torneio de pré-temporada realizado na cidade paranaense que dá nome à competição amistosa. Na abertura do torneio, no começo de março, os mourãoenses venceram por 2 a 1. A equipe conquistou o título de maneira invicta, tendo ganhado também a Copa Cachoeiras Gigantes, em Prudentópolis (PR), contra Cascavel e Guarapuava.

“Temos uma equipe muito qualificada, com média de idade próxima dos 30 anos. Os jogadores mais velhos estão sofrendo um pouco neste momento, porque precisam estar melhor condicionados fisicamente. A gente acredita que vai demorar de 20 dias a um mês para que eles consigam estar no auge. Sabemos que, mesmo nessas condições, precisamos dos resultados. Esperamos um equilíbrio grande e, nas oportunidades que tivermos, fazer a diferença”, diz Wesley Szabo, o Alemão, técnico do Campo Mourão.

Devido à pandemia da covid-19, a forma de disputa da Liga teve de ser alterada. Ao invés de uma primeira fase na qual os times jogavam entre si, eles foram separados em três grupos, regionalizados, para limitar os deslocamentos de atletas e comissões técnicas. Na edição deste ano, os clubes enfrentam os rivais da mesma chave, em partidas de ida e volta. Um cenário que acaba proporcionando vários clássicos entre equipes vizinhas, como o deste domingo.

“É um campeonato muito curto, com viagens longas, principalmente do nosso lado. É um momento de superação. Temos qualidade e experiência para absorver esses momentos e a gente espera conseguir nossa primeira vitória”, conclui Alemão. Fonte: Agência Brasil

 112 total de visualizações,  5 visualizações hoje

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com