Entenda as principais mudanças com aprovação da reforma da Previdência

O estado de São Paulo registrou, na última semana, mais uma morte causada por sarampo. De acordo com a Secretaria de Saúde do estado, uma mulher de 25 anos, que não tinha sido vacinada e apresentava condições de risco, morreu em Franco da Rocha devido a complicações da doença.

A secretaria considera pessoas com condição de risco os portadores de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão e os imunodeprimidos, que podem ficar mais vulneráveis à infecção e ter uma evolução da doença com maior gravidade.

Neste ano, 13 pessoas já morreram em no estado em decorrência de complicações causadas pelo sarampo. Até o momento, houve 7.591 casos da doença confirmados laboratorialmente e 2.177 casos confirmados pelo critério clínico-epidemiológico.

Fim da campanha
A campanha de vacinação contra sarampo para crianças de 6 meses até 5 anos termina na próxima sexta-feira (25). Até o momento, o estado de São Paulo vacinou 83,9 mil crianças contra a doença. Desde o início da campanha, 397,7 mil crianças compareceram aos postos de saúde, mas parte delas já estava com a vacinação em dia.

A meta da secretaria é atender 2,2 milhões de crianças em todo o estado para verificação da carteira vacinal e aplicação da vacina, caso necessário.

Do dia 18 ao dia 30 de novembro, será realizada a segunda fase da campanha, focada nos jovens de 20 a 29 anos, que poderão receber a vacina tríplice (sarampo, rubéola e caxumba) ou a dupla (sarampo e rubéola).

332 total views, 64 views today

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *